Pular para a barra de ferramentas

Programa HubJus: Módulo I

O primeiro módulo do Programa HubJus aconteceu neste mês de Junho, e contou com a presença de 40 HubGovers, incluindo presentes de várias cidades do interior de Santa Catarina. Para conduzi-los pelos dois dias de módulo, estiveram presentes os diretores André e Gabi Tamura, auxiliados pela mestre sem cerimônias Carolina Rosseto. Foram dois dias de muitas descobertas e de muita imersão no Programa.

A manhã do primeiro dia começou com a apresentação do Manual de Sobrevivência HubJus, onde foram definidos o Mindset e o Modo de trabalho que será adotado durante o Programa. Foi falado sobre a importância da colaboração e do trabalho em equipe, além das competências para inovação, que a WeGov resgata da OECD. “Ao longo da jornada você vão sentir uma alternância entre aprender e construir”, disse Carolina.

Em seguida, André palestrou sobre Inovação e Setor público, colocando em pauta alguns cases do HubGov 2017 que deram certo e que, hoje, estão sendo aplicados na prática. Além disso, o WeGover falou sobre Design Thinking e métodos de trabalho para inovação, a fim de explicar como nós iremos chegar até a proposta de solução.

Para a WeGov, tudo começa pelas pessoas. Por isso que a tarde seguiu com uma dinâmica de empatia, que acabou por mostrar que independente das nossas diferenças e semelhanças, o que nos conecta é a crença no poder, na colaboração, e na criatividade das pessoas.

O segundo dia foi dedicado a presença dos nossos queridos mentores do Programa. A escolha dos mentores foi difícil e nós ficamos muito contentes com os aceites de nossos convites pelos queridos Adriana Aquini, Diego Fabricio Damiani, Felix da Silva, Frederico Tadeu da Silva, Graziela Meincheim, Tenente Coronel Jorge Tasca, Rafael Poço, Rhuan Bittencourt e Vanessa Costa.

Da esquerda para a direita: Frederico, Adriana, Rhuan, Rafael e Vanessa

Depois de terem seus mentores definidos, os participantes foram desafiados a definir com eles a “noção de sucesso” do seu desafio. Após esse momento de entrosamento entre grupo, mentores, e com o próprio desafio, os times apresentaram um Pitch dos trabalhos.

Os presentes saem do módulo I com algumas missões para o próximo módulo, que serão incorporadas na própria rotina diária de cada um. ” jornada da definição do desafio até a proposta de solução deve fazer sentido e estar conectada com o seu contexto diário real“, disse André. E depois de muito trabalho feito e a ser feito ainda, saímos do módulo 1 empolgados com a jornada que nos espera!

Comments

  1. DIEGO FABRICIO DAMIANI

    Ah que bacana! parabéns!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

@

Não ativo recentemente